terça-feira, 28 de março de 2017

Qual é o salário de Analista Tributário da Receita Federal?

Como mais um incentivo aos estudos, vale dar uma conferida na nova tabela salarial do cargo de Analista Tributário da Receita Federal, com a previsão de reajustes até 2019.

Segue a tabela:


 

Forte abraço e bons estudos a todos!

Qual é o salário do Auditor-Fiscal da Receita Federal?

Com as alterações realizadas em 2017, os salários do cargo de Auditor-Fiscal ficaram bem mais atraentes, com a previsão de reajustes até 2019. Segue a tabela nova.


 

Um abraço e bons estudos!

Vai ter concurso para a Receita Federal em 2017?

Quando sai o próximo concurso para a Receita Federal???

Essa é uma pergunta que, vez ou outra, muitos amigos me fazem. Como há muitas variáveis envolvendo o assunto a resposta nem sempre é óbvia. Por outro lado, ao observar os rumos do país e o que anda ocorrendo pelos corredores, podemos tirar algumas conclusões...

Recentemente, o site do Estratégia Concursos lançou um estudo muito interessante sobre os concursos para a RFB, com base nos editais anteriores. Para quem está começando agora e ainda decidindo qual concurso prestar, vale dar uma conferida. Deixo o link no final no post. 

Fora as dicas gerais, nesse estudo, ele ressalta algo muito importante, que é a "não previsão de verba para novas nomeações na Receita Federal em 2017". Entretanto, o órgão solicitou ao MPOG 1000 vagas para os cargos de Auditor e Analista. Por isso, a previsão é de que o concurso ocorra este ano, mas com as nomeações em 2018. Ótima notícia para quem acha que ainda não está pronto para a prova, não é? Há um bom tempo de preparação até lá. As previsões mais pessimistas são de provas no início de 2018. 

As análises de pessoal informam que há quase 20.000 vagas a serem preenchidas na RFB. Para isso, os concursos públicos deverão ser priorizados em breve. 

E a crise?

Essa é outra pergunta bem comum. Na minha opinião, ela só reforça a necessidade de servidores na arrecadação, exigindo a abertura urgente de novos concursos para os cargos dessa área. A contratação de fiscais e analistas da RFB é superavitária, uma vez que seus salários são bastante ultrapassados pelo que fiscalizam e arrecadam para a União. 

Outro fato digno de nota são as aposentadorias. Corre a notícia de que quase 4000 servidores vão se aposentar até 2019. É muita gente!!! Isso só aumenta a necessidade de novos concursos. 

O que fazer agora, enquanto não sai edital? 

A melhor decisão é, certamente, aproveitar o tempo até lá e ir se preparando com inteligência. Adotar uma boa programação e tomar como base os últimos editais são as medidas mais inteligentes que um concurseiro pode tomar no momento. Quando sair o edital, ele vai estar bem na frente dos demais concorrentes, que vão começar a procurar desesperadamente o que e como estudar. O candidato inteligente só vai arrematar os estudos e fazer revisões, focando nos exercícios e simulados. Assim, as suas chances de passar são absurdamente altas. 

Bons estudos a todos e um forte abraço! 

Link para o estudo feito pelo Estratégia: clique aqui

segunda-feira, 13 de junho de 2016

Respondendo aos Colegas - 1

Bom dia, pessoal, tudo bom? Como tenho recebido muitas perguntas nos comentários, vou tentar responder por aqui, pois a dúvida de um pode ser a de mais pessoas. Antes de mais nada, uma observação importante. As respostas que darei aqui são as minhas impressões, logo, pontos de vista bem particulares sobre um trabalho bastante complexo. Certamente outros colegas responderão de forma diferente aos questionamentos propostos. Apesar disso, espero que eu possa ajudar de alguma forma. As perguntas de hoje foram enviadas pela Regina Morais. Vamos a elas: Qual o valor da ajuda de custo para plano de saúde? Creio que esteja em 110 reais atualmente. Para quem esta começando do zero é uma boa investir no estudo para analista? Depende da sua condição atual. Muita gente foca direto nos cargos de AT ou AF, outros entram primeiramente no de ATA e, depois, com a segurança do cargo público, dedicam-se inteiramente aos outros concursos citados. Realmente é bom trabalhar de analista? Bom e ruim é uma questão de gosto. rsrsrs Posso falar por mim. Eu gosto bastante. Entretanto, a RFB é tão grande e complexa que certamente haverá lugares que se encaixem mais ou menos no seu perfil. Eu costumo dizer que é um ótimo órgão, sim, por justamente essa característica de existirem várias funções diferentes, tanto administrativas quanto operacionais. O trabalho é 12x36? Não necessariamente. Depende. Existe o serviço por escala, típico de algumas funções na aduana, por exemplo, e o serviço por expediente. Além disso, está sendo estudada a possibilidade de implementação to trabalho remoto (teletrabalho). Mesmo não tendo plano de saudê, você acredita que ainda vale a pena? Mais uma vez, "valer a pena" é muito subjetivo. rsrsrs Posso responder por mim. Acredito que sim. Você estudava por ciclo? Não, pois ainda não conhecia essa técnica à época do meu concurso. Hoje, recomendo fortemente esse método. Quantas matérias estudava por dia? Eu tinha uma disponibilidade de 4h por dia, depois do trabalho (expediente) mais os finais de semana. No mês anterior ao concurso, tirei férias e pude me dedicar inteiramente aos estudos. Tinha base em alguma matéria? Tinha sim, em algumas matérias jurídicas. Já teve alguma vez edital de notas por blocos? Já sim. Espero ter sido útil. Forte abraço!

segunda-feira, 19 de outubro de 2015

E agora, com essa crise? Vai ter concurso?


Essa é uma pergunta que quase todos os concurseiros devem estar se fazendo no momento. Todos sabemos das dificuldades pelas quais passa o país e ficamos naturalmente apreensivos com a (im)possibilidade de novos concursos para as áreas que tanto nos esforçamos para conseguir alcançar. A Administração já demonstrou claramente que as negociações por aumentos salariais estão complicadas e que este não é o melhor momento para tais reivindicações.

E então? Em que isso tudo influencia os concursos? Isso afeta os certames para a Receita Federal?
É óbvio que não há resposta exata para isso. Se você está atrás de um firme "sim" ou "não", deve procurar um astrólogo, vidente ou algo desse tipo. Brincadeiras à parte, temos algumas considerações importantes a esse respeito.

Crises econômicas afetam os concursos? Sim. Não há como negar que, se o Estado pretende cortar gastos, procura enxugar o seu efetivo e reduzir suas despesas também com pessoal. Não entraremos aqui na discussão dos cargos em comissão e das funções em que pessoas estão sendo empregadas por motivos políticos e em que, às vezes, nem trabalham. Acompanhamos há algumas semanas o famoso caso da " Senhora!", dentre outros. Não é esse o foco aqui. O importante a se ressaltar é que a crise afeta sim os concursos, que são, muitas vezes, adiados ou até cancelados.

 E no caso específico da Receita? É a mesma coisa?
Esse é um ponto delicado. Particularmente, eu acredito que as Receitas (Federal, estaduais e Distrital) não sejam tão afetadas em seus concursos como outas áreas o são. Logicamente, se o Estado precisa formar um superávit, ele precisa diminuir suas despesas e aumentar a sua arrecadação, certo? E quem são os servidores responsáveis pela arrecadação do ente estatal? Os que trabalham nos órgãos de fiscalização tributária, certo? Alguns aqui dirão que a maior parte da arrecadação é espontânea e que a Receita não é tão importante quanto se pensa. Eu discordo. Por mais que grande parte da arrecadação seja sim espontânea, ela acontece justamente porque o contribuinte sabe que, caso não recolha corretamente seus tributos, será fiscalizado e devidamente autuado. Tente só enfraquecer o órgão fiscalizatório e deixar a população saber disso. Não é preciso ser astrólogo ou vidente para saber que a arrecadação cairá de forma significativa.

Portanto, além de arrecadar efetivamente, cobrando os tributos necessários e aplicando as sanções devidas, o servidor da Receita atua no consciente coletivo, causando no contribuinte a sensação de que está sujeito à fiscalização da receita, caso opte por cometer algum ilícito tributário. Algo bem parecido com o Panóptico Foucaultiano. Elimine esse fator em uma sociedade onde a "cultura da vantagem" impera e veremos os resultados.

Por isso tudo, acredito que os concursos para a Receita não serão tão afetados quanto alguns outros. Além da grande necessidade de servidores em todas as áreas e regiões do órgão, o aumento dos mesmos também significa o aumento da arrecadação. Servidores novos e motivados contagiam o ambiente de trabalho e trazem um novo ânimo para qualquer grupo profissional.

Essa é a hora certa para focar nos estudos, pois muitos bons candidatos estão desistindo. Logo, as chances estão a favor de quem permanece na disputa.

sábado, 1 de março de 2014

A Escola de Administração Fazendária (ESAF) abriu inscrições para 278 vagas para o cargo de auditor-fiscal da Receita Federal, cuja remuneração é de R$ 14.965,44. Interessados têm até 27 de março para se inscrever pelo site da Esaf, com o recolhimento da taxa no valor de R$ 130. Para concorrer, é preciso ter curso superior completo em qualquer área, em nível de graduação. A seleção será composta por provas objetiva de conhecimentos gerais e específicos, e prova discursiva, ambas de caráter eliminatório e classificatório, e de sindicância de vida pregressa, apenas eliminatória. Os exames serão aplicados nas 26 capitais e no Distrito Federal nas datas previstas de 10 e 11 de maio. O concurso tem validade de seis meses, contado da data de homologação do concurso, e pode ser prorrogado por igual período.


A seleção será composta por provas objetiva de conhecimentos gerais e específicos, e prova discursiva, ambas de caráter eliminatório e classificatório, e de sindicância de vida pregressa, apenas eliminatória. Os exames serão aplicados nas 26 capitais e no Distrito Federal nas datas previstas de 10 e 11 de maio. O concurso tem validade de seis meses, contado da data de homologação do concurso, e pode ser prorrogado por igual período. Confira aqui o edital e demais informações: ESAF

terça-feira, 11 de setembro de 2012

Concurso de Remoção em andamento na RFB

Pois é, pessoal. Está em andamento o Concurso de Remoção Interno da RFB, com vagas disponibilizadas em várias Unidades, algumas bastante concorridas, inclusive, como Curitiba, Rio de Janeiro e Recife. Aí vocês podem me perguntar: "Tá bom, mas o que isso tem a ver comigo, que ainda estou estudando para entrar na RFB?" E eu respondo: "Tudo!" As vagas que surgem do Concurso de Remoção é que serão as disponibilizadas para os ingressantes do Concurso Externo! Depois de alocados os servidores da casa em suas unidades de preferência, a Cogep (Coordenação-Geral de Gestão de Pessoas) faz o levantamento das Unidades que ficaram mais deficitárias e onde o serviço é mais sensível (normalmente, unidades aduaneiras), definindo, assim, para onde os novos servidores serão enviados em suas lotações iniciais. Portanto, é bom ficar de olho nessas remoções, pois dá uma ideia básica de como serão divididas as vagas para o Concurso Externo. O mais importante, entretanto, é focar nos estudos com força total nessa reta final. Muita fé e determinação, pois toda a luta vai valer a pena no final! Grande abraço a todos!

Qual é o salário de Analista Tributário da Receita Federal?

Como mais um incentivo aos estudos, vale dar uma conferida na nova tabela salarial do cargo de Analista Tributário da Receita Federal,...