terça-feira, 31 de maio de 2011

Como é a progressão na carreira na RFB

Pessoal, o post de hoje é um pouco mais voltado para o próprio serviço na RF e foi realizado a pedido de amigos concurseiros e por curiosidade de colegas na própria carreira. É a progressão nos cargos de Analista e Auditor da RFB.
Primeiramente, existe uma avaliação de desempenho, que é feita anualmente, no período de 1º de julho de um ano à mesma data do próximo ano. A ideia dessa avaliação já é fazer um ranking dos servidores para saber quem progredirá em cada data, explicada mais abaixo, mas, como quase todos recebem nota máxima nessa avaliação, ela passa a não contar tanto.
É importante saber que existem dois tempos para a progressão: 12 e 18 meses. Para o cálculo dos servidores que irão com 12 e os que irão com 18 meses para o próximo nível, excluímos aqueles que já têm o direito à progressão em 12 meses, como aqueles que ocupam cargos de chefia, funções gratificadas, DAS etc. Tirando esses, sobra o grupo que doravante denominarei de "lista". Nessa lista, como todos ganharam nota máxima, passamos para os próximos critérios de desempate, que são os mesmos para o concurso de remoção (tempo no cargo; tempo de MF, MPS ou INSS; tempo no serviço público federal; tempo no serviço público; tempo de serviço; idade em dias -pasmem, há quem empate até aqui!- e, por último, sorteio). Realizada a organização da lista segundo esses critérios , passamos para o último passo, que é a divisão da lista em dois grupos. É importante ressaltar que quem faz é o próprio MF, a RF só envia a avaliação de desempenho, pelo sistema. O primeiro grupo, dos 50% melhores colocados, progredirá em 12 meses, o segundo, em 18 meses.
Pronto! Não é tão fácil de entender mesmo, mas é assim que recebemos o nosso desejado aumento de salário. rsrs
Abraço a todos e até a próxima.

quinta-feira, 5 de maio de 2011

Pedido aos excedentes de AFRF

Caros amigos Analistas, atuais excedentes do concurso de Auditor Fiscal,
O recado hoje é só um alerta para aqueles que ainda não notaram um detalhe no Concurso de Remoção. O pedido é que vocês não confirmem a inscrição no Concurso de Remoção ATRFB 2011 e, caso o já tenham feito, favor cancelá-la.
O motivo é bem simples. Como vocês serão convocados logo para o Curso de Formação e devem escolher suas unidades de lotação após essa fase do Concurso, a inscrição no Concurso de Remoção (CR), além de ser inócua para o vosso caso (pois não assumirão, como analistas as lotações pretendidas no CR, via PIM), prejudicam os demais colegas, que não excedentes, desperdiçando várias vagas do atual certame interno.
Boa soorte e ótimo Curso de Formação a todos, que se inicia, para os Auditores, no dia 16 de maio e, para os analistas, no dia 23 do mesmo mês.
Grande abraço, nos vemos nos corredores e nas fronteiras da nossa RFB.

quarta-feira, 4 de maio de 2011

Autorizada chamada de excedentes e concurso de remoção aberto

Bom dia pessoal! Parabéns a todos os excedentes que assumirão seus cargos logo na Receita Federal e, para aqueles que aguardavam ansiosamente, saiu hoje no SA3 o tão-esperado CONCURSO DE REMOÇÃO para Analistas e Auditores. Agora só falta sabermos para onde serão as vagas.
Para os interessados, é só entrar no portal SA3, na intranet da RFB, e efetuar sua inscrição no concurso.
E a barca navega... Daqui a pouco - SEJAMOS OTIMISTAS - vem outro concurso externo. Aos que continuam na luta dos estudos, a espera e a luta serão muito bem recompensadas.

-UPDATE-
Recebi uma pergunta muito interessante aqui nos comentários e resolvi responder pelo próprio post.
Anônimo perguntou:
Isso acaba com qualquer esperança de concurso para o ano que vem ou não?
Resposta:
Rapaz, vou ser bem sincero. Olha, nada é determinante. Apesar dessa convocação ser um bom argumento contra um novo concurso em 2012, ainda existem outros a favor do mesmo. A necessidade de reposição natural de servidores e os eventos esportivos de caráter internacional que se avizinham - necessitando de nomeação, formação, capacitação e treinamento de pessoas (o que não se dá de uma hora pra outra) - requerem prioridade no emprego de mais servidores, principalmente nos setores aduaneiros.
Por isso, além de a esperança ser a última a entrar no caixão do desânimo nos estudos, a preparação deve continuar firme e forte. Devemos lembrar ainda os vários concursos para fiscos estaduais que abrem a cada ano.
Resumindo, pode apostar que não é por causa dessa convocação que ficaremos sem concursos nos próximos semestres. Se isso acontecer, no caso da RFB, é por mera vontade política, pois necessidade de servidores há. E muita.

-UPDATE 2-
VAGAS DISPONIBILIZADAS PARA REMOÇÃO INTERNA:
AFRFB:




ATRFB:




Qual é o salário de Analista Tributário da Receita Federal?

Como mais um incentivo aos estudos, vale dar uma conferida na nova tabela salarial do cargo de Analista Tributário da Receita Federal,...