terça-feira, 31 de maio de 2011

Como é a progressão na carreira na RFB

Pessoal, o post de hoje é um pouco mais voltado para o próprio serviço na RF e foi realizado a pedido de amigos concurseiros e por curiosidade de colegas na própria carreira. É a progressão nos cargos de Analista e Auditor da RFB.
Primeiramente, existe uma avaliação de desempenho, que é feita anualmente, no período de 1º de julho de um ano à mesma data do próximo ano. A ideia dessa avaliação já é fazer um ranking dos servidores para saber quem progredirá em cada data, explicada mais abaixo, mas, como quase todos recebem nota máxima nessa avaliação, ela passa a não contar tanto.
É importante saber que existem dois tempos para a progressão: 12 e 18 meses. Para o cálculo dos servidores que irão com 12 e os que irão com 18 meses para o próximo nível, excluímos aqueles que já têm o direito à progressão em 12 meses, como aqueles que ocupam cargos de chefia, funções gratificadas, DAS etc. Tirando esses, sobra o grupo que doravante denominarei de "lista". Nessa lista, como todos ganharam nota máxima, passamos para os próximos critérios de desempate, que são os mesmos para o concurso de remoção (tempo no cargo; tempo de MF, MPS ou INSS; tempo no serviço público federal; tempo no serviço público; tempo de serviço; idade em dias -pasmem, há quem empate até aqui!- e, por último, sorteio). Realizada a organização da lista segundo esses critérios , passamos para o último passo, que é a divisão da lista em dois grupos. É importante ressaltar que quem faz é o próprio MF, a RF só envia a avaliação de desempenho, pelo sistema. O primeiro grupo, dos 50% melhores colocados, progredirá em 12 meses, o segundo, em 18 meses.
Pronto! Não é tão fácil de entender mesmo, mas é assim que recebemos o nosso desejado aumento de salário. rsrs
Abraço a todos e até a próxima.

10 comentários:

Anônimo disse...

Olá, você saberia dizer se um AT,chefe substituto, entre nessa regra de quem tem função gratificada?

Reili Sampaio disse...

Anônimo: Só por ser substituto, ele não entra. Na intranet na 8ª Região tem um guia bem detalhado para a parte de pessoal. Abraço!

Anônimo disse...

Olá , vc saberia me dizer porque ainda nao fizeram minha avaliação de desempenho em julho de 2011?

Reili Sampaio disse...

Olá. A avaliação é realizada uma vez a cada período de progressão. Se você ingressou em 1º de julho de 2010, ela já deve ter sido realizada por sua chefia direta. Se ingressou após essa data, ainda está no período de realização.
Espero ter ajudado. Grande abraço!

Anônimo disse...

Olá ja trabalho na Receita desde 2003. Fiz minha avaliação em julho de 2010 e progredi em setembro de 2010. Sei que progrido de 1 em 1 ano. Quando farei nova avaliação? Não era para já ter sido feita?
Grande abraço. Obrigado

Anônimo disse...

Olá Reili. Sou analista estou na classe BIV. Minha progressão é de ano em ano, apesar de não ter FG OU DAS. Fiz minha avaliação em julho de 2010 e progredi em setembro de 2010. Não era para eu ser avaliado novamente em julho de 2011 e progredir novamente em setembro de 2011. Até o presente momento nao fiz avaliação nenhuma.
Abraço

Reili Sampaio disse...

Caro amigo, creio que sim, mas o mais certo mesmo é entrar em contato com a sua SEGEP para averiguar o andamento de suas avaliações. Grande abraço!

Anônimo disse...

Oi, Reili, sei que aqui não é o lugar apropriado, mas você tem alguma novidade sobre o concurso da Receita? Obrigada.

Anônimo disse...

Qual foi o seu salario inicial? Abraços..

Reili Sampaio disse...

Os rumores apontam no sentido de concurso ainda no primeiro semestre de 2012. É esperar pra ver!

O subsídio inicial do Analista está em R$ 7.996,07 bruto. Com mais o ressarcim. plano de saúde (R$ 72), caso o servidor tenha plano.

Qual é o salário de Analista Tributário da Receita Federal?

Como mais um incentivo aos estudos, vale dar uma conferida na nova tabela salarial do cargo de Analista Tributário da Receita Federal,...